Rio de Janeiro AquiRio de Janeiro Aqui

Enseadas, Orla e Desenho Urbano

Enseadas, orla e desenho urbano do Rio de Janeiro

A orla do Rio de Janeiro e algumas de suas enseadas chamam especial atenção, seja por suas formas naturais ou pelo paisagismo e desenho urbano decorrente do crescimento da cidade. A Enseada de Botafogo tendo à sua frente o Pão de Açucar e Morro da Urca, é um dos principais cartões postais da cidade, juntamente com a Enseada da Glória e Aterro do Flamengo.

A Orla do Rio entre o Centro da Cidade e Botafogo

A orla do Rio de Janeiro do Centro da Cidade até o Bairro de Botafogo, tem à sua frente o Parque ou Aterro do Flamengo cujo nome oficial é Parque Brigadeiro Eduardo Gomes, possuindo em seu início a Enseada da Glória, Praia do Flamengo, e ao termino do mesmo a Enseada de Botafogo.

O extenso parque corre à frente da área da Cinelândia no Centro do Rio e continua ao longo dos bairros da Glória, Catete e Flamengo possuindo inúmeras opções de lazer ao ar livre.

Entre estas opções de lazer, estão local para caminhadas, corridas, jogging, cliclovias, além de contar com locais para prática de aeromodelismo, onde muito utilizam para prática de esportes ou tomar banho de sol.

As enseadas, a orla, os aterros e o desenvolvimento da Cidade

Se alguém porventura, procurar nos livros, mapas e gravuras do passado pela enseada e praia da Glória, verá algo totalmente diferente do que um dia existiu no passado, até o final do século 19. No local da antiga enseada, existe hoje a Praça Paris, que foi totalmente construida sobre a antiga enseada aterrada.

Enseada da Glória - Barcos ancorados na marina

A Enseada da Glória em sua forma atual e que se integra e abriga a Marina da Glória com suas belas linhas, somente apareceu na topografia do Rio de Janeiro na segunda metade do século 20.

A atual enseada e a Marina da Glória, juntamente com toda a área da Avenida Beira Mar e Avenida Infante Dom Henrique, que partem das imediações do Aeroporto Santos Dumont, passando pelo Museu de Arte Moderna ou MAM, e seguindo pelo Parque ou Aterro do Flamengo até o Morro da Viuva onde após uma curva chega-se à Botafogo, todas estas áreas descritas anteriormente vieram de aterros sucessivos, planejados como parte de um projeto de urbanismo e paisagismo.

Em outras palavras, existe partes da orla do Rio de Janeiro que foram significativamente alteradas pelo homem, através do trabalho de grandes engenheiros e arquitetos, que ao seu tempo contribuiram para estas alterações.

Aterros no início do Século 20

Praia e aterro do Flamengo vistos do marOs primeiros aterros que contornavam a orla do Rio de Janeiro, indo da Cinelândia até próximo ao Morro da Viúva foram feitos na década de 1910, tempo do Prefeito Pereira Passos e Presidente Rodrigues Alves.

Posteriormente, outros aterros foram feitos, alterando a orla que segue da Cinelândia até São Cristóvão e Cajú na zona Norte, quando foi feito o Aterro do Calabouço, sobre o qual foi construído o Aeroporto Santos Dumont, utilizando terras do desmonte do Morro do Castelo.

A área que segue da Praça Mauá até São Cristóvão, foi totalmente aterrada para construção do Porto do Rio também na década de 1910. Inúmeras praias e enseadas desapareceram em nome do progresso. Entretanto, hoje em dia, a região portuária está sendo revitalizado, passando a ter uma nova utilização urbana, como nova área de morada.

Acima, foto de trecho da praia do Flamengo vista do mar, onde podemos ver também as arvores do Parque Eduardo Gomes, os prédios da orla e do bairro, tendo mais ao fundo o Corcovado.

Aterros na segunda metade do Século 20

A partir da metade da década de 1950, com o desmonte do Morro de Santo Antônio, foram feitos acréscimos aos aterros já feitos quando da construção da Av. Beira Mar e também ao já existente Aterro do Calabouço, formando então o Parque ou Aterro do Flamengo inaugurado em 1965.

Foram grandes obras de engenharia, planejamento urbano e paisagismo, sendo que o Aterro do Flamengo contou com a participação de grandes arquitetos ligados à arquitetura modernista brasileira, como Affonso Eduardo Reidy que projetou as passarelas sobre as autovias do aterro além do MAM que se tornou um ícone da arquitetura modernista entre outras construções no local.

Participaram também Lúcio Costa que inclusive projetou o Monumento à Estácio de Sá de onde se tem uma fantástica vista pra a Baía de Guanabara, Pão de Açucar, Botafogo e Niteroi.

Entre outros nomes de destaque, podemos citar Jorge Moreira e Sérgio Bernardes, tendo como paisagista Roberto Burle Marx com a participação do botânico Luiz Emydio de Mello Filho. Veja mais sobre a história de aterro do Flamengo neste website.

Enseada da Glória

Marina da Glória - Barcos ancoradosA Enseada da Glória possui águas calmas devido ao quebra mar projetado para evitar as ressacas que avançavam sobre a cidade em tempos passados.

Sendo assim, a Marina da Glória é ideal como ancoradouro de barcos e iates de lazer e também para saída de barcos de passeio, tours de saveiros e lanchas para prática esportiva.

Da enseada da Glória partem tours e passeios de saveiro pela Baía de Ganabara, com vistas para as enseadas e orla descritas nesta página.

Enseada de Botafogo

A Enseada de Botafogo de longa data é um dos mais belos cartões postais do Rio de Janeiro. No século 19 foi uma das paisagens do Rio mais representadas pelos pintores viajantes que aqui estiveram, além de ter sido o local onde Dona Carlota Joaquina possuía um belo sobrado. Antes da era dos arranha-céus, até início do século 20 os Morros da Viúva e do Pasmado que delimitam as extremidades da praia eram bem vistos do solo, e aparecem em muitas pinturas de época.

Enseada de BotafogoA enseada e praia de Botafogo contou também com um trabalho de paisagismo e projeto urbano, quando no início do século 20 a praia foi aterrada para construção de jardins e vias de rodagem, ficando um pouco mais afastada do local onde situava-se originamente. Entretanto, em termos básicos o seu contorno continua muito semelhante ao que era, continuando a ser uma das paisagens mais fotografadas da cidade, proporcionando vistas fantasticas aos moradores locais, visitantes e turistas que passam pela cidade e tem a oportunidade de ve-la principalmente do alto de algum mirante.

Uma dos cenários mais belos do Rio de Janeiro se formam quando vemos a orla ou contornos de Botafogo e Flamengo espelhados nas águas de suas enseadas, principalmente no por do sol ou quando as luzes da cidade já se encontram acessas e refletindo no mar. Veja fotos da orla do Rio à noite.

Juntando-se estas enseadas e orlas ao Morro do Pão de Açucar e Morro da Urca, temos a combinação de cartões postais de rara beleza.

Referencias e Fontes:

  • Consulta a diversos livros e artigos sobre o Rio de Janeiro e sua história para dar suporte à criação desta página.
  • Fotos do editor da página.