Mirante da Vista Chinesa

O mirante fotografado a partir da estrada da Vista Chinesa.

O mirante da Vista Chinea, situado na Floresta da Tijuca proporciona uma linda vista da zona sul do Rio de Janeiro, tendo à esquerda por moldura o maciço e pico do Corcovado, ao centro o Pão de Açucar, parte da Baía de Guanabara, a Lagoa Robrigo de Freitas, mais à direita Ipanema e Leblon, tendo também por moldura do lado direito o Morro Dois Irmãos. Sem dúvida um cenário admirável e que merece ser visitado, para não falar da pitoresca e singela construção em estilo chinês encontrada no local.

Anúncio:

Mirante em Estilo Chinês

O mirante da Vista Chinesa, fica bem próximo à um outro mirante chamado Mirante do Imperador (também conhecido como Mesa do Imperador), estando um pouco mais abaixo deste ultimo, ambos dentro do Parque Nacional da Floresta da Tijuca, na Serra da Carioca, chamado de setor B.

O mirante situa-se na parte alta da serra, exatamente na junção da estrada que vem do Alto da Boa Vista com a estrada que vem do bairro Jardim Botânico, estradas estas que formam uma conexão entre as duas partes da cidade, através da subida e descida da serra.

No local do mirante existe uma pequena construção em estilo Chinês, que aparenta ter sido erguida em bambú, mas na verdade foi feita em concreto armado, mimetizando ou imitando bambú em suas formas.

A pintura que recobre a pitoresca construção dá o acabamento necessário que a faz parecer feita em bambú.

Abaixo uma foto da bela construção no mirante em estilo chinês que abriga os visitantes.

Mirante da Vista Chinesa tendo ao fundo as montanhas e cidade do Rio de Janeiro

No local pode-se caminhar ao redor admirando a paisagem, assim como existem bancos para sentar-se à sombra proporcionada pelo abrigo. A construção do início do século, feita em concreto imitando bambú e as formas de um pagode chinês.

Vista Chinesa onde é visto detalhes do telhado e cabeças de dragões que decoram o pagodeTeto da construção na Vista Chinesa em forma de pagode chinês

Acima detalhes da construção em forma de pagode chinês, onde são vistos os amplos beirais que são arrematados por cabeças de dragões em cada extremidade. Ao ampliar as fotos voce pode ver com mais detalhes, as formas e a pintura que imita bambú, assim como detalhes das cabeças dos dragões e sua pintura, onde os olhos e a boca aparecem em vermelho.

Na imagem acima do lado direito, vemos o teto do mirante, onde vemos a bela construção em seus detalhes interiores. Observe que no topo do teto, existe uma elevação que permitite ventilação e iluminação zenital.

Vista Esplendida das Montanhas, Lagoas e Mar da Cidade do Rio de Janeiro

Uma vez chegando ao mirante, a vista que de lá se descortina é magnífica, proporcionando uma visão panorâmica da cidade. Pode-se ver algumas montanhas do Rio de Janeiro de um angulo que não estamos acostumados à ver, e com vistas diferentes da proporcionadas pelos mirantes do Corcovado e Pão de Açucar. Mais que isto, podemos ver praticamente, na mesma moldura natural, as duas mais famosas montanhas do Rio de Janeiro lado à lado, no mesmo quadro que forma à nossa frente.

Vista panorâmica do Rio de Janeiro através de foto tirada do mirante da Vista Chinesa

Na foto acima, a vista panorâmica que se estende de um lado à partir do Corcovado, tendo o Pão de Açucar ao centro, depois vemos a Lagoa Rodrigo de Freitas tendo ao fundo as montanhas que a separam de Copacabana. Mais à direita é possivel ver bem ao longe a Pedra do Arpoador, podendo-se ver bem o bairro de Ipanema e Leblon do lado direito. O morro dois irmão também pode ser visto a partir do mirante, mas nesta foto não aparece, ficando mais à direita.

Nome e arquitetura do mirante aludem à chineses que plantavam chá

O nome vista Chinesa, segundo dizem, vem do fato local ter sido habitado durante algum tempo por chineses, trazidos para o Brasil no tempo de D. João VI para cultivar chá no Jardim Botânico. Alí os chineses acomodados em modestas moradias desfrutavam de uma bela vista, e devido à este fato o local já teria sido chamado de Vista dos Chinesa.

Plantação de chá no Rio de Janeiro, no início do século 19

A figura ao lado é um gravura de Johann Moritz Rugendas, testemunando uma plantação de chá feita por chineses em terras situadas abaixo nas imediações do local onde se encontra o mirante sobre o qual se fala nesta página. Se as plantações eram feitas no Jardim Botânico ou em suas proximidades, ficava bem abaixo do local do mirante.

Como chegar na Vista Chinesa

Não existem linhas de ônibus que passam por lá. Deve-se ir de carro particular, taxi ou à pé para quem é adepto de uma caminhada de umas 4 horas ou mais. Pelo caminho é possivel também ver alguns subindo as estradas com bicicletas de várias marchas.

Existem agências de eventos, passeios e viagens que levam turistas em jeeps através ao local, já que o mirante é um dos pontos de destaque de excursões, passeios ou tours pela Floresta da Tijuca.

Para quem vem da Tijuca ou da Barra da Tijuca por São Conrado, deve-se ir até o Alto da Boa Vista e lá pegar a Estrada da Vista Chinesa e subir até o número 789. Na verdade o mirante fica exatamente no final desta Estrada.

Para quem vem do Jardim Botânico, deve-se subir a Rua Pacheco Leão até quase o final, então subir pela Estrada Dona Castorina que também levará até a Vista Chinesa, que fica ao final desta estrada. Na verdade, A partir da Vista Chinesa, existem duas estradas, e o caminho se volta pode ser feito pela mesma via que usou para subir, como também pela mesma via que usou para descer.

O endereço da Vista Chinesa é Estrada da Vista Chinesa, 789 - Alto da Boa Vista, Rio de Janeiro, da estrada ou ao final da Estrada Dona Castorina.

Referências

Se gostou, recomende: