Rio de Janeiro AquiRio de Janeiro Aqui

Sambaquis no Rio de Janeiro

Sambaqui ou montanha de conchas construídas por habitantes pré-históricos

Sobre os sambaquis, montanhas de conchas que são uma espécie de "pirâmide" construída por habitantes pré-históricos, alguns deles encontrados das imediações do Rio de Janeiro. Veja também sobre os extintos vulcões que já estiveram ativos na pré-história, dentro dos limites da atual cidade.

Samabaquis ou montanhas de conchas

Na zona oeste do Rio de Janeiro, mais precisamente na área de Guaratiba, podemos encontro alguns sambaquis, que são um amontoado de conchas de moluscos do mar ou de rios, criando uma montanha.

Estas montanhas de conchinhas teriam sido feitas pelos primitivos habitantes destas terras nos tempos pré-históricos. No meio dos sambaquis, geralmente são encontrados ossos humanos, objetos esculpidos em pedra, objetos feitos de chifre ou em cerâmica.

A aparência dos sambaquis se parecem com colinas pouco inclinadas, mas artificiais, e são alvo de estudos de muitos pesquisadores e arqueólgos. Os sambaquis são encontrados em várias partes do Brasil, e na Baía da Babitonga, região de Joinville, existem tantos deles que na cidade existe inclusive o Museu do Sambaqui.

No Rio de Janeiro os sambaquis tem sido pesquisados pelos arqueológos, antropólogos e pesquisadore de demais áreas envolvidadas do Museu Nacional de História Natural da UFRJ.

Segundo hipóteses, os sambaquis indicavam os limites dos espaços usados para preparação, consumo e descarte de comida, assim como para local de confecção e descarte de objetos. Poderiam também indicar limites entre áreas rurais e as aldeias.

O sambaquis tem sido encontrados no Rio de Janeiro desde tempos mais remotos. Segundo se diz, Dom Pedro II chegou a visitar um no século 19. Provavelmente, outros que existiram já devem ter sido destruídos quando os antigos não entendiam bem do que se tratava. Mas de 30 sambaquis já foram descobertos e estudados somente na costa da Baía de Sepetiba.

Onde e como ver um Sambaqui

Um dos sambaquis mais famosos e conhecidos é o conhecido como Zé do Espinho, que situa-se entre as entre as praias da Brisa e Sepetiba, dentro do Centro Tecnológico do Exército. Este sambaqui já foi estudado por arqueólogos e antropólogos do Museu Nacional de História Natural da UFRJ e ficou famoso porque foram encontrados esqueletos assim como objetos feitos de pedra e chifes.

Como o sambaqui encontra-se preservado e em área militar, é necessário fazer um agendamento prévio e também ter permissão para entrar na área.

Museus de Sambaquis e Sítios Arqueológicos

Em Saquarema, cidade próxima ao Rio de Janeiro, existe o Museu do Sambqui da Beirada, com exposição de objetos e escavações. O museu localiza-se na Rua do Sambaqui, bairro de Barra Nova, Saquareme, RJ.

O Museu do Sambaqui de Joinville é uma fonte de informação, tanto para quem pode visitá-lo como também para quem quer pesquisar no blog do museu.

Referências

  • Livros sobre o Rio de Janeiro e sua história, e artigos sobre turismo foram consultados para dar suporte à criação desta página.