Rio de Janeiro AquiRio de Janeiro Aqui

Escadaria Selaron

A Escadaria Selaron liga o Largo da Lapa à parte do bairro de Santa Teresa próxima ao convento de mesmo nome. Decorada com inúmeros azulejos por um artista plástico, se tornou um ponto turístico do Rio de Janeiro atraindo inúmeros visitantes. A foto animada mostrada acima, mostra os painéis feitos com azulejos de várias partes do Brasil e do Mundo.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Como é a escadaria e porque visitar

A escaria é na verdade uma rua de acesso ao bairro de Santa Teresa, chamada Rua Manuel Carneiro, com casas de ambos os lados, rua esta tão inclinada que somente é possível a circulação de pedestres.

O trabalho artístico de revestimento de uma escadaria totalmente sem atrativos, foi feito por um artista plastico chileno, radicado no Brasil de longa data.

O artista que era pintor e ceramista, morava e tinha seu atelier ou studio na mesma ladeira da escadaria.

Jorge Selaron, este era seu nome, mudou-se para o local por volta de 1990, e também por volta de 1994 decidiu fixar azulejos nos degrais da escada, mais precisamente nos "espelhos" ou parte vertical ou perpendicalar aos patamares dos degraus.

Além dos degrais, Selaron revestiu também várias muretas e muros de casas que se estendem ao longo da escada, assim com rampas muito inclinadas que existem em vários pontos da ingreme ladeira.

Algumas banheiras antigas também foram colocadas em alguns pontos da escadaria, sendo que estas servem como canteiros de plantas.

Azulejos da escadaria Selaron

Os azulejos usado por Selaron, eram mesclados segundo o que parece ser uma espécie de "fluxo de consciência", ou seja, da forma como vem à mente no momento. Entretanto algumas partes apresentam composições com colocação de peças em simetria e em sequência.

Os azulejos, tanto os comuns nacionais, como alguns decorados ou com pintura artística, feitos por artistas brasileiros ou adquiridos em outros paises eram doados à Selarom pelos entusiastas de seu trabalho. Deste modo, ao percorrer os degrais, pode-se ver uma vasta gama de azulejos com os mais diversos motivos, não somente nos espelhos das escadas como também nos paineis afixados nas muretas e muros das casas.

 

Como ir ou chegar na Escadaria Selaron

Primeiramente, é aconselhável ir durante o dia, em horas de movimento.
Para chegar na escadaria Selaron não é difícil. Uma vez que voce esteja no Largo da Lapa, em frente à Igreja de N.S.do Carmo da Lapa, existe uma Rua chamada Theotônio Regatas. Entre nesta rua e siga em frente até encontrar a Rua Joaquim Silva e vire à direita. A escadaria fica à alguns metros adiante ao lado do número 53 da Joaquim Silva.
Se vier do bairro da Glória, pelo Metro, siga pela Rua da Glória e depois pela Rua da Lapa até a esquina da Rua Joaquim Silva e continue seguindo até encontrar a escadaria, um pouco depois de uma esquina, já que a rua não é reta.

Subida para Santa Teresa e o que ver no local

A escadaria Selaron, é na verdade a Rua Manuel Carneiro, uma ladeira que quase ao final da mesma se bifurca em duas partes, sendo parte do caminho para as partes altas do bairro de Santa Teresa.

A primeira bifurcação, encontra uma rua plana chamada Pinto Martins, onde existem alguns antigos sobrados de boa construção, um deles com curiosa varanda e outro bem conservado no início de 2013, ostentanto um mastro com carretilha no topo da fachada semelhante ao sistema visto em muitas casas antigas da Holanda para subida e descida de mudança ou carga.

A segunda bifurcação, virando para a direita de quem sobre, é mais um trecho da escadaria decorada, trecho que liga à Ladeira de Santa Teresa, dando de encontro para a fachada lateral do convento de mesmo nome.

Uma vez chegando neste ponto, pode-se descer um pouco para visitar os jardins e ver a parter frontal do Convento e Igreja de Santa Teresa. Dependendo do horário, a Igreja pode estar aberta para visitação. Se continuar a descida da ladeira que é bem inclinada, passa-se pela última parada do bonde de Santa Teresa antes de passar sobre os Arcos da Lapa. E se continuar a descida à pé, chega-se novamente ao Largo da Lapa, próximo aos arcos.

Se ao chegar à Ladeira de Santa Teresa, voce decidir subir ao invés de descer, voce tomará o ruma para as partes mais altas do bairro de Santa Teresa, sendo uma longa subida por uma ladeira bem inclinada e depois pegando outras mais longas ainda. Ao chegar ao final da Ladeira, voce encontrará a Rua Dias de Barros, e se virar à direita e continuar subindo encontrará o Largo do Curvelo onde tem outra estação do bondinho de Santa Teresa e também ponto de ônibus.

Reconhecimento e témino do projeto artístico

O artista faleceu no ano de 2012 em circunstâncias misteriosas. Devido à problemas pessoais, este encontrava-se deprimido e foi encontrado morto no atelier de sua casa. A polícia até o início de 2013 investiga o caso, com hipótese de suícidio, acidente ou crime.

A escadaria ganhou fama e notoriedade com o tempo, tendo sido alvo de reportagens na imprensa e programas de TV do Brasil e do mundo todo.
No início de 2005, a obra de revestimento e decoração artística da escadaria foi tombada pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, e o artísta recebeu o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro.
A escadaria ainda tem alguns pequenos pontos onde ainda poderia ser revestida ou trabalhada. Certamente seria um trabalho quase interminável.

Referências

  • Relato de visita e passeio à Escadaria Selaron e conversas com pessoas do local serviram de base para a criação desta página.