Rio de Janeiro AquiRio de Janeiro Aqui

Lapa no Início do Século XX

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

A Lapa e Largo da Lapa passaram por inúmeras transformações nos tempos coloniais e no início do século 20 durante a modernização da cidade. Poucas construções históricas do tempo dos Vice-Reis sobreviveram, e grande parte do casario existente foi construído no início do século 20, repondo um casario caóticamente construído no Largo em tempos anteriores.

Cenas da Lapa no Início do Século 20

Abaixo algumas fotos e pinturas antigas, que mostram como era a parte inicial da Lapa no início do Século 20.

As fotos tratam do Largo da Lapa e Arcos da Lapa (ou Antigo Aqueduto da Carioca), antes e depois de algumas transformações sofridas na época.

Na primeira década do Século 20, na administração do Prefeito Pereira Passos, e durante o Governo do Presidente Rodrigues Alves, o Rio de Janeiro, então capital Federal, passou por inúmeras trasnsformações urbanistiscas, sendo remodelada com a abertura de novas vias e amplos espaços. A Lapa teve todo o casario que cercava os arcos do antigo aqueduto demolidos, tendo também como novidade a abertura da Avenida Mem de Sá e abertura da Praça da Cruz Vermelha, onde existia o Morro do Senado, desmantelado. O material do Morro do Senado foi utilizado para a construção do novo Porto do Rio, quando grandes aterros foram feitos na orla da Gamboa, passando pelo bairro da Saude até São Cristóvão.

Arcos da Lapa visto com antigas casas que o rodeavam até o início do século 20Arcos da lapa visto no início do século 20

Na foto acima, do lado esquerdo, os Arcos da Lapa visto com antigas casas que o rodeavam até o início do século 20. Em pinturas mais antigas, do início do século 19 já apareciam algumas casas encostadas no antigo aqueduto, mas casas de maior porte.

Na foto da esquerda, os Arcos da Lapa visto no início do século 20, ainda com algumas casas ocupando os espaços perto das arcadas. Mas a maior parte do antigo casario, já havia sido demolido. Nesta foto a linha de bonde que ligava o bairro de Santa Teresa já passava sobre o antigo aqueduto.

Largo da Lapa em 1908 em dia chuvosoLargo da Lapa | Lampadário no início do século 20

Acima um pintura de 1908, mostra o Largo da Lapa visto em um dia chuvoso, em clima de Belle Epoque. Na foto aparece do lado esquerdo a Igreja de N.S. do Carmo da Lapa e a Rua da Lapa. Perto da igreja, note que aparece dois coches ou hansom, veículos de aluguel por tração a cavalo com cobertura de lona. Seriam o um tipo de taxi ou transporte para um ou dois passageiros mediante aluguel, conduzido pelo cocheiro, que era o taxista do final do século 19 e início do século 20. Mas note também que automóvel já estava presente, e aparece um antigo "calhambeque" com os farois acesos.

Na foto também acima, do lado direito, são vistas cenas típicas do Rio antigo do início do século 20. Se trata também do Largo da Lapa onde é visto o lampadário no centro, uma das modernizações implementadas pelo então Prefeito Pereira Passos. Na foto aparece também os trilhos dos bondes e a Igreja N.S do Carmo da Lapa. O Grande hotel onde hoje é a Sala Cecília Meireles também aparece no local.

Largo da lapa visto do alto de Santa Teresa no início do século 20A construção que que aparece do lado esquerdo do Grande hotel, separada por uma viela ainda existe no local, tem sua fachada preservada, e no seu interior está instalado um moderno bar em ambiente bastante agradável, mescla novas estruturas internas e deixando algumas paredes em alvenaria aparente criando um ambiente bastante interessante.

A foto vista do lado direito, mostra o Largo da Lapa visto do alto de Santa Teresa também no início do século 20. Na foto aparece a Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Lapa ao lado do Parque do Passeio Público.

Na foto o mar ainda chegava até o final do Passeio Público, onde à beira mar existia um terraço com uma belíssima vista para a Baía de Guanabara. Posteriormente a área à frente do Terraço do Passeio Público foi aterrada para construção da Av. Beira Mar.