Forte do Leme, Visita e Caminhada Ecológica

Caminho de subida ao Forte do Leme com vistas para a orla do Rio

O Forte Duque de Caxias ou Forte do Leme, fica no topo do Morro do Leme, sendo uma das antigas fortalezas do Rio de Janeiro.

Hoje em dia este sítio histórico está aberto à visitação nos fins de semana.

Como se localiza em uma área de grande beleza natural, cercada por densa mata e vegetação, a subida ao forte é também uma caminhada e passeio ecológico.

Forte do LemeMirante do Leme

Copacabana, sobre o bairro, praia e vida cultural

Forte de CopacabanaHistória de Copacabana

Início no Leme

O Leme é o nome dado à parte da Praia de Copacabana e também do bairro, que se localiza na parte leste da praia, ou seja em uma de suas extremidades.

Se voce olhar para o mar, o Leme estárá à sua esquerda, no final da praia, depois da Av. Princesa Isabel.

Como chegar lá

Siga pela Av. Atlântica que margea a praia até a Praça Almirante Júlio de Noronha. Nesta praça fica um complexo de instalações do Exército chamada CEP, que é um centro estudos e capacitação.

Perto do portão de entrada, voce pode adquirir um ingresso para para fazer a caminhada de subida e visitar o Forte. A entrada é pelo CEP.

O local fica aberto à visitação somente de Terça à Domingo de 9h30 às 16h30. Visitas guiadas para grupos somente com agendamento prévio.

No local, havia em determinada hora, transporte nas dependências internas através de kombi ou van pertencente ao exército, para quem não pode subir à pé, e neste caso era cobrada uma taxa para o transporte, além da taxa de ingresso no local. Este transporte não é regular, e deve ser verificado previamente a sua possibilidade e os horários do mesmo se ainda estiver disponível.

O telefone para verificar os horários e demais informções é (21) 3223-5076 / 2287-3781.

Foto de Copacabana tirada do Forte do Leme

Foto da praia de Copacabana tirada do Forte do Leme, no cume da montanha, de onde a vista é magnifíca. Bem ao fundo, após a praia de Copacabana, aparece um pico, que é o Morro Dois Irmãos, que vem após o Leblon.

Mar, Pão de Açucar e montanhas do Rio visto do caminho do Forte do Leme

Foto tirada da estrada que leva ao Forte no topo. Lá de cima vê-se o Pão de Açucar e a entrada da Baía de Guanabara

Estrada sinuosa que leva ao todo da montanha do Forte do Leme

Foto tirada na bela e sinuosa estrada, calçada em pedras, que leva ao topo do Morro do Leme e ao Forte Duque de Caxias. A caminhada leva cerca de 30 minutos à pé e é cheia de atrativos, com densa vegetação ao redor e com vista para o mar.

Vista aérea do Forte do Leme

Vista aérea do Forte do Leme no topo da montanha. Observe no canto direito mais baixo as instalações do forte com dois nichos de poderosos canhões já desativados. Mais ao fundo o Pão de Açucar e entrada da Baía de Guanabara. Perto do Pão de Açucar, no Morro Cara de Cão fica a Fortaleza de São João e do outro lado da Baía de Guanabara a Fortaleza de Santa Cruz, que protegiam a entrada da baía, desde os tempos coloniais até o início do século 20.

Morro do Leme

A caminhada é feita subindo o Morro do Leme, que é uma reserva quase intocada de montanha e floresta. No topo do Morro do Leme fica a antiga fortaleza militar com belas vistas.

A caminhada por estrada sinuosa e inclinada

Voce pode suber ao topo a pé, por uma estrada sinuosa e pitoresca, e este trajeto leva cerca de 30 minutes. Até à algum tempo atrás, a estrada era aberta somente nos fins de semana e feriados, mas atualmente funciona de Terça à Domingo.

É uma bela caminhada ecológica, e é preciso comprar um ingresso cujo preço é bem acessível. É uma boa ideia levar uma garrafa de agua, pois no topo da montanha não tem bar. A melhor hora para ir é de manhã ou de tarde. Não é permitido subir no fim do dia.

Para quem está acostumado à caminhadas e trilhas, o trajeto não é difícil. Mas para pessoas com mais idade, ou não acostumadas à caminhar, a subido exige esforço físico acima da média.

Chegada ao topo

Quando se chega ao topo, voce pode visitar as dependências da fortaleza, assim como voce terá uma bela vista de várias partes do Rio, incluindo a entrada da Baía de Guanabara, Pão de Açucar, Praia de Copacabana, Ilhas oceanicas, Montanhas da Floresta da Tijuca, Corcovado e a distante Pedra da Gávea.

Para quem se interessa por história e antiga tecnologia militar, existe outra razão para fazer esta caminhada, que é visitar a fortaleza e os canhões do Forte do Leme ou Forte Duque de Caxias.

Forte Duque de Caxias

A fortaleza era parte do sistema defensivo da capital federal. Ficava estratégicamente localizada, e construída em forma de bunker, com grossas paredes e tetos. Pode-se caminhar por dentro e ver as diversas partes interiores, incluindo centro de controle, paiol de munição, estação de força e enormes canhões Krupo de 280mm que eram capazes de atingir areas adjascentes e navios a longa distância para proteger a costa da capital contra invasões em tempos passados.

O forte está preservado como era nos anos 20.

Breve história do Forte

O Forte foi originalmente construído entre 1776 e 1799 por ordem do Marquês do Lavradio, quando o Brasil ainda era parte do Império Português. Era conhecido como o Forte do Vigia pois sua missão, devido a sua localização, era avistar antecedencia naves invasoras e avisar as Fortalezas de Santa Cruz e do Rio de Janeiro (na Urca). Um portal de passagem pedra ainda pode ser visto no topo da Ladeira do Leme.

O Forte foi reformado em 1895 e rebatizado Forte do Leme. Em 1918 recebeu os canhões Krupp (alemães). Em 1935 foi renomeado como Forte Duque de Caxias, como homenagem a este grande general brasileiro.

Não é mais uma fortificação militarmente ativa. Mas as partes mais modernas do complexo, que ficam no sopé do Morro do Leme, ao nivel do mar e no início da Av. Atlantica abrigam o Centro de Estudos do Exercícito Brasileiro.

Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes), o Heroi e Martir da Independencia Brasileira serviu por um breve período no Forte em 1789.

Se gostou, recomende: