Rio de Janeiro AquiRio de Janeiro Aqui

Museus de Niteroi

MAC | Museu de Niteroi e Praia de Icarai vista do mar

Niteroi possui interessantes museus e alguns pontos obrigatórios de quem visita a cidade assim como de quem visita o Rio de Janeiro. Os museus se destacam por sua arquitetura de valor histórico e cultural e também pelos jardins e entornos de rara beleza.

Museu Antônio Parreiras | MAP

António Parreiras foi um pintor paisagístico do início do século 19, considerado um mestre do paisagismo brasileiro, artista este que dá nome ao museu.

O Museu tem como missão preservar e divulgar a obra do artista. O acervo fica e instalações do museu fica localizado em três edificações dentro de uma área de 5.000 metros quadrados ajardinadas. A autoria do traçado dos jardins é próprio pintor.

As três edificações contidas no espaço são a casa onde morou o artista e seu atelier, a casa de um filho chamado Dakir e a Villa Olga, onde residiu uma de suas filhas.

O Museu Antônio Parreiras é o primeiro museu brasileiro dedicado à um único artista e além de ser um museu é também um espaço cultural.

O museu foi inaugurado em 1941, decorridos 4 anos do falecimento do pintor, e o conjunto arquitetônico foi tombado no ano de 1967 pelo IPHAN.

O acervo do museu contém as obras pertences ao pintor e abriga também duas coleções de arte dos séculos 17, uma coleção de arte brasileira do século 19, uma coleção de arte do século 20.

Museu Antonio Parreiras | Villa OlgaRua Tiradentes, 47 - Ingá | Telefone: (21) 2717-1000
Visitas de Terça à Sexta Feita, de 09h às 17h. | Sábados, Domingos e feriados de 13h às 17h.

Solar do Jambeiro

O solar foi construído em 1872 por um rico português, morador do Rio de Janeiro, chamado Bento Joaquim Alves Pereira.

O Solar do Jambeiro é também chamado Palacete Bartholdy. O nome "Jambeiro" se deve à uma arvóre existente no local, árvore esta de mesmo nome com mais de 100 anos de existência.

Esta antiga morada é testemunho histórico da arquitetura residencial urbana burguesa, arquitetura esta típica da metade do século 19. O palacete revestido de genuínos azulejos caracterísitcos de moradas portuguesas, tem a forma de sobrado e situa-se em uma bonita chácara arborizada.

Na imagem ao lado pode-se ver as azulejos que revestem as paredes externas e a varanda com estrutura e adornos em ferro fundido, típicos da época. Um fato que chama especial atenção são os paineis dos caixilhos em janelas, onde na parte superior, onde são fixados os vidros vê-se um intereressante desenho sinuoso que emuldara as peças de vidro, com uma estética quase art-noveau.

Solar do JambeiroA casa em sí, tanto pelo exterior como pelos interiores são uma verdadeira preciosidade a ser visitada, assim como os entornos que compõem a paisagem. O local possui também um espaço para exposições e pode ser visitado de acordo com os horários mencionados abaixo, constrantes dos releases.

Rua Pres. Domiciano, 195 - São Domingos | Telefone: (21) 2109-2222
www.solardojambeiro.com.br | solardojambeiro@culturaniteroi.com.br
Visitas de Terça à Sexta Feita, de 13h às 17:30h. | Sábados, Domingos de 10h às 17:30h.
O jardim funciona de terça a domingo das 9 às 18 horas.

Museu do Ingá

O Museu do Ingá em um palácio em estilo neoclássico cujo nome oficial é Museu de História e Artes do Rio de Janeiro.

O Palácio do Ingá, também chamado de Palácio Nilo Peçanha, já foi sede do antigo governo fluminense, entre os anos de 1904 a 1975, quando então foi feita a fusão entre o antigo Estado do Rio de Janeiro e o antigo Distrito Federal.

O palácio foi construído nos anos de 1860 por um médico e político chamado José Martins Rocha que lá fixou residência.

Hoje o palácio abriga um museu com 10 salas para exposições, agumas oficinas, algumas salas de trabalho, e Laboratório para Restauração e Conservação das peças.

Museu do IngáO acervo do Museu conta com aproximadamente 4.800 peças, como fotografias, pinturas, mobiliáriose e documentos. A origem do acervo é diversificada, vindo de doações de colecionadores particulares e também de aquisições próprias.

As pinturas versam principalmente sobre arte moderna, possuindo no acervo peças de artistas renomados como Tarsila do Amaral, Eduardo Sued e Oswald Goeldi. No palácio também residiu um rico industrial português que ostentava após ter adiquirido palacete.

Finalmente o palácio foi novamente vendido em 1903, quando o conde e industrial português voltou para seu pais de origem. Esta nova aquisição ficou por conta do Estado da Guanabara, que no mesmo ano transferiu a capital de Petrópolis para Niteroi. Nesta época, que governava o estado era Nilo Peçanha, que também adquiriu o palacete. Nesta época os governadores eram chamados de presidentes do estado, e Nilo Peçanha foi presidente do Estado da Guanabara e posteriormente Presidente do Brasil.

Este museu fica próximo ao MAC, no bairro do Ingá, também próximo de Icaraí.

Rua Pres. Pedreira, 78 - Ingá | Telefone: (21) 2717-2892
Visitas de Terça à Sexta Feita, de 11h às 17h. | Sábados de 13h às 17h.

Museu de Arte Contemporânea | MAC

O MAC ou Museu de Arte Contemporânea de Niteroi, projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado na segunda metade da ultima década do século 20 se tornou mais um "landmark" e ponto de atração turistica de Niteroi.

O Museu está situado em um local de onde se tem uma bela vista da Baía de Guanabara e também fica perto da Ilha e Igreja da Boa Viagem, uma construção dos tempos coloniais em uma ilha rochedo de rara bela.

O MAC tem atraído inúmeros visitantes do Brasil e do exterior que atravessam a Baía da Guanabara para ver o museu, que possui uma coleção de arte contemporânea brasileira e ocasionalmente exibe em suas instalações mostras de arte de outros períodos da história da arte, inclusive exposições itinerantes internacionais.

Museu de Arte Contemporânea na paisagem da Baía de GuanabaraMAC | Museu de Niteroi visto em foto panorâmica

A foto acima, vista do lado esquerdo foi tirada de cima do Corcovado, e nela pode-se ver o mar da Baía Guanabara e em primeiro plano a Ilha da Boa Viagem em Niteroi. O MAC é visto um pouco atrás da Ilha da Boa Viagem aparentando estar no topo da mesma, o que não ocorre na realidade. Ao fundo os edifícios da Cidade de Niteroi e a Praia de Icaraí.

Na foto da direita o MAC também pode ser visto na foto panorâmica tirada de cima do Pão de Açucar. O Museu aparece bem ao centro, beirando o mar. Do lado direito da foto, aparece a Ilha da Boa Viagem e do lado esquerdo do museu aparece novamente a Praia de Icaraí. Ao fundo a cidade de Niteroi e algumas de suas montanhas.

Mirante da Boa Viagem, s/n - Boa Viagem - Niterói | Tel. 2620-2400
www.macniteroi.com.br
Entrada franca às quartas-feiras | Ter-Dom, 10-18h
Visitas guiadas devem ser agendadas com um mês de antecedência.

Museu da Imprensa Brasileira

Museu da Imprensa BrasileiraLocalizado em Niteroi, antiga capital do Estado do Rio de Janeiro, situa-se o Museu da Imprensa Brasileira.

A visita vale a pena tanto para estudantes da área como também para o público em geral que esteja interessado na história da imprensa e a evolução de seus processos ao longo dos anos.

O acervo do museu possui publicações que registram fatos e momentos importantes da história. Além de uma réplica da prensa utilizada por Gutemberg, que é uma de suas principais atrações, o museu também possui em seu acervo antigos equipamentos de redação de jornal assim como antigas máquinas de prensagem e impressão de jornais.

Rua Marquês de Olinda, 29 - Centro - Niterói
Tel. 2620-1122-r. 211 | www.rio.rj.gov.br
Funciona de Segunda a Sexta Feira de 9 às 17horas
Visitas agendadas para grupos | Entrada Franca | É bom certificar-se antes sobre horários de funcionamento.