Rio de Janeiro AquiRio de Janeiro Aqui

Trem do Corcovado

Trem na estrada de ferro do Corcovado

Sobre a história do Trem e Estrada de Ferro do Corcovado, inaugurada por D.Pedro II em 1884, que desde então leva turistas e passageiros ao cumê do pico onde existe um mirante com vista de 360 graus para toda a cidade e Baía de Guanabara. Para pegar ao trem é preciso ir sua estação na rua Cosme Velho, nº 513, no bairro do Cosme Velho.

História do Trenzinho e Estrada de Ferro do Corcovado

A ferrovia ou estrada de trem do Corcovado foi construída ainda nos ultimos tempos do Brasil Imperial, quando o sistema de Governo era a chamada Monarquia Parlamentar. Tendo a construção sido aprovada pelo Gabinete do Império e pelo Imperador, assim que ficou pronta, esta foi inaugurada por Dom Pedro II.

A estrada com seu trenzinho já transportou passageiros famosos e grandes nomes da história. O primeiro passageiro renomado a subir a montanha pelo trem foi Dom Pedro II, que inaugurou a ferrovia em 9 de Outubro de 1884.

O trem, então movido a vapor, foi considerado um feito espetacular da engenharia, quase um milagre por sua capacidade de percorrer 3.824 metros de ferrovia em grande declive.

A ferrovia foi construida bem antes do monumento do Cristo Redentor, e foi através desta mesma ferrovia e usando o mesmo trem que as partes da estátua do Cristo Redentor foram transportadas ao topo da montanha, para que então pudessem ser montadas.

Este trabalho de construção do monumento durou 4 anos, entre 1927 e 1931 e certamente sem a ferrovia teria sido muito mais difícil ou até mesmo inviável realizar a construção do monumento.

Os primeiros trens que eram movidos à vapor, foram substituidos em 1910 por trens elétricos. Esta mudança e melhoramento na ferrovia foi também um marco na engenharia e na história dos transportes do Brasil, pois a ferrovia do Corcovado foi a primeira ferrovia eletrica do pais. A ferrovia foi modernizada e novos trens foram comprados da Suíça em 1979.

Os trens atuais são do ano de 1979. Eu que escrevo este artigo cheguei a andar em uma das composições que precediam as atuais, por volta de 1977. Nesta época, o antigo trem já apresentava problemas e dificuldades na subida e também na descida devido ao tempo de uso e também por já estarem defasados em função dos necessidades e demanda de passageiros dos tempos mais recentes. Com a instalação dos novos trens, os antigos problemas foram superados, e a viagem é bastante segura e agradável.

Durante a viagem, o trem passa por cima de algumas pontes e viadutos, alguns com grandes vãos e alturas de precipício, o que torna a viagem mais emocionante para quem se aventura a olhar para baixo em certos pontos do trajeto.

Abaixo, do lado direito, o trem do Corcovado visto no embarque de subida à montanha.

Trem do Corcovado na estaçãoViaduto do Silvestre | Estrada Ferreo do Corcovado em 1884

Viaduto do Silvestre, grande vão vencido na Estrada de Ferro do Corcovado. A foto é de 1884, ano da inauguração, e podemos observar que, o vagão era puxado pela locomotiva à vapor.

Ligação ao Hotel das Paineiras

Embora o cume do Corcovado já fosse um ponto alto e mirante da cidade, já visitado desde os tempos de D.Pedro I através de trilhas rústicas, a estrada do Trem do Corcovado não foi projetada inicialmente tendo como fim principal levar visitantes ou turistas ao topo do Corcovado.

O motivo principal de sua construção, era ser um acesso à um hotel no topo da montanha, com inspiração europeias. Assim sendo, juntamente com a ferrovia, na mesma época, foi construido o Hotel das Paineiras na parte mais alta da ferrovia e inaugurado no mesmo dia, juntamente com a ferrovia.

O antigo hotel foi renovado e reconstruído muitas vezes ao longo dos anos. Entretanto o velho hotel foi fechado em 1984. Atualmente existe em andamento um projeto para construção de um novo complexo de edificações no local do antigo hotel.

Pessoas famosas e celebridades se hospedaram lá, como o Presidente Washington Luis, Getúlio Vargas, Café Filho e a mundialmente famosa atris Sarah Bernhardt.

A histórica delegação da Seleção Brasileira de 1970 que venceu a copa do Mexico do mesmo ano, hospedou-se no Hotel das Paineiras por um tempo, quando então estava em período preparatório para seguir rumo ao mundial.

Um Pequeno Museu Preserva a História da Ferrovia

Na Estação do Trem do Corcovado no Cosme Velho, existe um pequeno museu temático em um espaço integraddo com o hall de passageiros, onde podemos ver alguns antigos vagões e máquinas e peças de antigas composições usadas em tempos passados.