Espaço Cultural da Marinha

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O Espaço e Centro Cultural da Marinha fica perto da estação das barcas da Praça XV. Um local interessante e bonito, com exposição de antigos barcos, fatos históricos ilustrados com painéis e até réplicas de personagens históricos. O espaço é amplo, e possui um submarino, um navio e até um helicoptero, todos desativados e abertos à visitação. É de lá que parte condução para para visita à Ilha Fiscal. Na Rua Dom Manuel, do outro lado da Praça 15, situa-se o Museu Naval, outro local que merece ser visitado.

Anúncio:

Como chegar ou ir lá

O Espaço Cultural da Marinha localiza-se na Rua Alfred Agache, s/ (sem número). Como referência, fica quase encostado na Praça XV de Novembro, centro do Rio, do lado direito de quem olha para a estação das barcas que leva à Niteroi e Paquetá.

É bom ligar antes para agendar visitas guiadas, e saber dos horários de funcionamento.

Se pretender visitar também a Ilha Fiscal ou fazer algum passeio marítimo que saia do local, é bom certificar-se antes que no dia existe disponibilidade que o número de visitantes ainda não foi preenchido.

Embarcações, Navios, Submarinos e Helicóptero em Exposição

Se trata de instalações e áreas à beira do mar, onde em áreas fechada ou abertas são expostos e tratados temas relativos à Marinha e ao mar.

Em um grande, antigo e belo pavilhão, existe em exposição permanente uma Galeota chamada D. João VI, assim como objetos ligados à História da Navegação e Arqueologia do Mar ou Subaquática.

Exceto quando em manutenção, geralmente fica em exposição também, atracada num cais, o Submarino Riachuelo, já fora do serviço ativo, mas aberto à visitação. Geralmente um návio-museu que já pertenceu ao quadro ativo da Marinha, asim com um helicóptero também ficam abertos à exposição.

Interior do submarinoEspaço Cultural da Marinha

Para quem somente havia visto o interior de um submarino na TV ou vibrou assistindo seriados antigos como "Viagem ao Fundo do Mar", este é um prato cheio. É muito interessante e "bacana" a visita interna do submarino. Pode-se visitar a sala de condução e navegação com o periscópio, e observar o exterior pelo periscópio. Ao longo do trajeto no submarino, passa-se pela sala dos oficiais, cozinha, banheiros, locais de rádio e controle. Os dormitórios são beliches compactos e estreitos, o que dá para deduzir que, para trabalhar num submarino é preciso estar em forma e ser magro. Pode-se visitar também os compartimentos de torpedo e demais áreas técnicas. Na foto acima, uma das típicas portas herméticas que podem ser fechadas e abertas, separando e isolando compartimentos.

Acima, do lado direito, foto do Pavilhão do Centro Cultural da Marinha, um local muito bem conservado com inúmeros paineis, e objetos relativos ao mar e história naval. Destaca-se na foto a Galeota D.João VI.

Espaço Cultural da Marinha - EntradaGaleota D. João VI no Espaço Cultural da Marinha

Na foto acima, do lado esquerdo, uma entrada de um enorme galpão de exposições do Espaço Cultural da Marinha, um local bonito e agradável, onde a visita vale a pena, pelos momentos de lazer, cultura e informação.

Acima, do lado esquerdo, um barco de transporte cerimonial, que levava os ilustres passageiros do cais para o veleiro ancorado. Este barco que aparece na foto é a Galeota D. João VI já transportou Reis e Rainhas, assim como chefes de estado após a proclamação da república.

A Galeota era um barco de transporte para grandes personalidades, para recepções com cerimonial. Quando um navio de relevante importância chegava próximo ao porto, ou ancorasse no mar próximo ao porto, uma galeota com inúmeros marinheiros vestidos com farda de gala, remavam para buscar e trazer a personalidade importante à terra firme.

Para quem se interessa pela história naval e ver minaturas de embarcações, pode-se visitar o Museu Naval que situa-se também próximo à Praça XV, no Centro do Rio, à pouca distância do Espaço Cultural da Marinha.

Caravela ou návio à velasSubmarino Riachuelo

Em Maio de 2010 estava ancorado num dos cais do Espaço Cultural da Marinha, uma caravela de madeira, semelhante às do tempo do descobrimento do Brasil ou tempo das grande navegações. Certamente uma réplica, talvez a que foi construída para marcar os 500 anos do descobrimento do Brasil.

O Submarino Riachuelo fica em exposição permanente no Espaço Cultural, sendo uma das mais interessante atrações. Ter a oportunidade de ver como é o interior de um artefato como este é o que muita gente quer.

Referências

Se gostou, recomende: