Petrópolis, Viagem à Região Serrana do Rio de Janeiro

Antiga residência aristocrática do século 19, com lago e belos jardins, em Petrópolis

Petrópolis é uma bela e cidade na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, com um certo estilo europeu e clima das montanhas, o que lhe confere uma atmosfera e atrações especiais. O Imperador Pedro II mantinha o Palácio Imperial na cidade, e lá passava vários meses durante o ano. A cidade fica à 1 hora do Rio de Janeiro.

A viagem e como chegar à Petrópolis

Ir à Petrópolis é muito fácil, pois a cidade fica distante apenas 1 hora do Rio de Janeiro.

Deste modo, para quem parte do Rio é muito simples, bastando ir à rodoviária e pegar um ônibus em direção à Petrópolis. Os ônibus partem em curtos intervalos de tempo, e em dias normais, não é necessário comprar passagem com antecedência ou esperar longas horas.

Por sua proximidade, Petrópolis e Rio de Janeiro são cidades muito interligadas econômicamente, e muitas pessoas inclusive viagem diariamente de uma cidade à outra, à estudo ou à trabalho.

Como opção para conhecer Petrópolis, pode-se agendar um passeio ou excursão de turismo de um dia com uma agência de viagem. Existem agências que levam grupos com guias turisticos em ônibus especial e em locais pré-programados, mediante reserva de lugar.

Em caso de tour ou excursão pré agendada, geralmente o ônibus da empresa sai do local marcado e pré-estabelecido de manhã cedo e retorna ao Rio de Janeiro de noite, após ter visitado os principais pontos turisticos da cidade.

Mapa de Petrópolis no Estado do Rio

Explore o mapa e amplie-o para ver em escala maior as ruas e o traçado da cidade.


Exibir mapa ampliado

Características Gerais da Cidade

Petrópolis é uma cidade especial com inúmeras atrações típicas de cidades de regiões altas e montanhosas, sendo muito procurada para passar férias e fins de semana. Entre seus principais atrativos turísticos e caracteríscas, eis algumas abaixo.

Ruas Arborizadas, Pontes, Canais e Passeios de Carruagem

A cidade de Petrópolis, é uma bela cidade na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, com um certo estilo europeu, possuindo tradição, importância histórica, construções importantes de igual valor histórico e cultural assim com muitos locais pitorescos e interessantes para visitar..

Pode-se dizer sem sombra de dúvida que Petrópolis é um lugar ideal para andar e caminhar, atravesando pontes, visitando edifícios históricos e interessantes, em ruas com antigas luminárias, ruas com canais que correm ao centro margeados por gramados e canteiros, com poéticas pontes sobre os mesmos, e onde nos bares e confeitarias pode-se tomar um gostoso café ou chocolate quente. E é exatamente isto que atrai milhares de turistas e visitantes à cidade durante o ano todo.

Passeios de carruagem puxadas a cavalos, como se fazia no século 19 estão disponíveis exatamente em frente ao Museu Imperial, ou antigo Palácio onde morou o Imperador. Ao se contratar o passeio, o cocheiro ou condutor da charrete, com trajes do tempo em que este transporte esteve no auje, o levará a conhecer os principais pontos da cidade, e certamente lhe explicara acerca dos locais e pontos por onde passa. É uma forma interessante e romantica de fazer um tour pela cidade, da mesma forma como se locomoviam os aristocrátas do tempo do Império e da Velha República no início do século 20.

Clima e Ar das Montanhas

Situada na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, o clima de Petrópolis é agradável o ano todo, possuindo temperatura amena no verão e frio no inverno, o que confere um charme especial ao local.

Por estas qualidades, D.Pedro II fazia de Petrópolis sua morada preferida, onde passava em torno de 5 meses por ano durante os verões, quando o Rio se tornava muito quente. Exatamente por isto, o local onde residia o Imperador, o Palácio Imperial de Petrópolis é uma das principais atrações da cidade.

Muitos outros personagens famosos do Império e antiga República também mantinham casa de verão em Petrópolis, e após a proclamação da República, era costume dos antigos Presidentes mudarem a sede do governo para Petrópolis durante o verão.

Informações Turisticas e Hospitalidade

Na principal praça de Petrópolis, a Praça Dom Pedro II, a poucos metros do Palácio Imperial existe um quiosque da secretária de turismo com muitas informações, onde um funcionário atende e fornece mapas e dicas sobre os principais pontos de interesse na cidade. Pelo menos, até 2008, este local estava disponível desta forma.

Principais Atrações Turísticas de Petrópolis

Para quem gosta de caminhar e está disposto à uma saudavel caminhada, é possivel visitar vários locais indo à pé, de posse de um roteiro pré programado. Entretanto, roteito cada um faz o seu, de acordo com suas conveniências e interesses, mas aqui estão enumerados alguns dos principais pontos de interesse geral.

Museu e Palácio Imperial

É a principal atração da cidade, muito bem preservado, com bela arquitetura neo-clássica e belos jardins circundantes. Dentro do museu existem pinturas de época, é possivel ver objetos pessais que pertenceram a D. Pedro II, ver relíquias e comendas do Império, assim como ver a Coroa e um traje de gala, usado somente em cerimônia por D. Pedro II.

Catedral de São Pedro de Alcântara

É a catedral de Petrópolis, em estilo néo-gótico, uma construção imponente e que chama atenção no cenário arquitetônico da cidade. É lá que estão os túmulos de Dom Pedro II, sua esposa e Imperatriz Dona Teresa, e a filha que seria herdeira do trono, a Princesa Isabel.

Palácio de Cristal

O Palácio de Cristal é uma construção feita de ferro e vidro, praticamente transparente, exceto pela cobertura. Ficou pronto em 1879, e foi usado também como uma espécie de estufa para cultivo de orquídeas. Mas mais que isto, foi usado também para eventos no tempo do Império, quando então o Imperador e Princesa Isabel lá organizaram bailes.

Atualmente os jardins do Palácio de Cristal servem também para eventos, como uma Festa ou Feira do Chocolate, que lá presenciamos num inverno de 2008. Por todo os jardins haviam muitas barracas e stands de vendas, por onde se vendiam vários comestiveis, mas principalmente chocolates.

Dentre do Palácio havia algumas mostras e exibições de audio-visuais.

A Casa de Santos Dumont

O Museu Casa de Santos Dumont ou "A Encantada" como é também conhecida, é uma casa museu que foi construída e projetada por Santos Dumont para ser sua residência de verão.

Palácios e Casas de Personalidades Famosas

Na cidade estão preservadas as antigas casas de verão do Barão do Rio Branco, Barão de Mauá, Rui Barbosa, Santos Dumont e muitos outros. Entretanto nem todas estão abertas para visitação interna, podendo serem vistas apenas externamente.

A antiga mansão e palacete da Princesa Isabel também fica próxima do Palácio Imperial.

O Palácio Rio Negro, que era usado pela Presidência da República durante o verão também é uma das construções que chama a atenção.

Hotel Quitandinha

O hotel Quitandinha foi um marco arquitetônico, marco da engenharia, marco da era de ouro dos cassinos e um marco na história do show business no brasil. O luxuoso hotel teve seu repentino apogeu durante a época do jogo, ficando nacionalmente conhecido e se tornando um dos ícones de Petrópolis.

O hotel tem aparência europeia, e sua chamativa e alegórica decoração interna foi inspirada em cenários de famosos filmes de Hollywood da primeira metáde do século 20. O antigo cassino é um espaço enorme em baixo de uma cúpula de concreto, um desafio para época.

Hoje os apartamentos do luxuoso hotel foram transformado num condomínio de apartamentos com serviços, tipo apart hotel, onde os moradores são proprietários ou alugam suas unidades.

As partes sociais (pelo menos até 2007), pertencem aos proprietários do hotel, e estas instalações ficam abertas à visitação publica mediante ingresso e são também alugadas para eventos e congressos.

Os espaços sociais são enormes e chamam a atenção pela decoração exótica inspirada na era de ouro de Hollywood. Existe um club noturno de dança e show com palco para orquestra ao estilo da era Glen Miller, os salões estar do hotel são enormes, existem enormes áreas cobertas que eram usadas para rinques de patinação e quadras de esporte, um espaço enorme para casssino onde existe eco devido ao tamanho, e uma grande sala de concerto ou teatro com mais de um palco.

Quando se visita sente-se uma sensação de vazio e abandono, quase melâncolia, e é realmente da pena. Sente-se vontade de fechar os olhos e imaginar que num passe de mágica, voltassemos ao passado, todas as luzes se acendessem, e inúmeras pessoas passassem a circular novamente pelos salões, dando vida à um local que ficou perdido no tempo, fazendo voltar à um tempo ou à uma época que não existe mais.

Mas vale a pena circular por aqueles ambiente e locais que um dia brilharam ao som e estilo de uma época, e entreteram tantas pessoas, um tempo onde ainda existiam termos com Damas e Cavalheiros corteses, como num filme ao estilo Casablanca ou similares de Hollywood.

História e Surgimento da Cidade

Petrópolis é uma cidade relativamente recente, ou seja, não é uma cidade dos tempos coloniais, embora a área já fosse relativamente bem conhecida desde 1722 quando um proprietário de terras abriu uma variação do caminho que que ligava Rio à Minas Gerais, facilitando e encurtando o o trajeto.

Por volta de 1822, Dom Pedro I estava à caminho de Minas Gerais pelo e hospedou-se em uma fazenda de propriedade do Padre Correia, e gostou mutio do clima e da região. Como Dom Pedro I tentou comprar as terras e o Padre não quiz vender, ele adquiriu uma fazenda vizinha, chamada fazenda do Córrego Seco, que foi renomeada Imperial Fazenda da Concórdia. Neste local, Dom Pedro I fez planos para o Palácio da Concórdia. A área da antiga fazendo corresponde a aproximadamente à área do primeiro distrito da atual cidade de Petrópolis.

Entretanto, os planos de Pedro I não foram adiante como deveria, mas D.Pedro II, seu sucessor decidiu continuar os planos e no ano de 1843, assinou o decreto que determinava o assentamente de um novo povoado no local e também a construção do palácio de verão.

As obras foram concluidas em 1847 e a partir daquela data D.Pedro II lá passava os verões e sua permanência se estendia por até 5 meses, e durante estes períodos, a cidade de Petrópolis se tornava capital do Império.

Se gostou, recomende: